Adolescente 'hacker' é detido após fraudar sites de compras na internet



RIO — "Profundo conhecedor de programação", um adolescente de 16 anos foi apreendido após, de acordo com a Polícia Civil, praticar fraudes contra sites de compras na internet, aproveitando brechas nos sistemas de segurança. Além dele, outros dois homens que integram o grupo foram presos — eles foram identificados Rafael de Souza Gomes das Chagas e Walter Matheus Veríssimo Cortez Conceição. Ambos autuados pelos crimes de estelionato e receptação. Os três foram localizados em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, nesta segunda-feira. O caso foi divulgado nesta quarta-feira.


De acordo com a polícia, ao chegar à casa do adolescente, os agentes constataram que o jovem "identificava vulnerabilidades de diversos sites na internet". E conseguia arquivos oriundos de "bancos de dados com milhares de logins e senhas de usuários na rede".


Ainda conforme informou a Polícia Civil, o adolescente criou um programa que cruzava as informações dos bancos de dados com informações de sites de compras e serviços.


O objetivo era identificar em quais sites os clientes, cujos dados de login e senha foram adquiridos anteriormente, possuíam conta.


O próximo passo, ainda segundo os policiais, era acessar a conta desses usuários. "Quando estes possuíam algum crédito para compras, sofriam o golpe."


O caso chegou até a polícia depois que o dono de uma empresa transportadora de mercadorias em Belford Roxo desconfiou de duas entregas. Ambas apontavam para o mesmo endereço, as notas fiscais estavam no nome da mesma pessoa, mas com CPFs diferentes.


Rafael de Souza e o adolescente escolhiam os produtos a serem adquiridos com o crédito de pessoas que sofriam o golpe. "Alteravam o nome, o endereço de entrega, o e-mail e o telefone de contato do cadastro das vítimas e, apenas com o numero do CPF verdadeiro destas, conseguiam adquirir os produtos".


Os produtos eram entregues na casa de Rafael.


Alguns dos itens eram vendidos e o lucro dividido entre os dois. Outros produtos eram dados de presente para Walter Matheus, também preso.


Na casa do adolescente, que já havia sido apreendido em outra ocasião por ato semelhante, foram encontrados produtos e o computador utilizado para as fraudes — os programas utilizados para a prática ilegal estavam escondidos por criptografia.


O adolescente foi apreendido por fato análogo ao crime de estelionato. A Polícia Civil acrescentou ainda que ele será "encaminhado ao membro do MP com atribuição para a matéria".


Rafael e Walter serão encaminhados à audiência de custódia.


Fonte: EXTRA

0 visualização
  • Twitter Ksecurity
  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Facebook Icon

© 2019 by KSecurity - Todos os Direitos Reservados

FALE COM A K