Ransomware tira o sono dos profissionais de segurança da informação



Você sabia que não dar a devida importância à segurança da informação pode significar ter os dados da sua empresa sequestrados? Isso mesmo. Sem mais, nem menos, os seus dados do seu negócios podem ser bloqueados através do uso da criptografia e você só terá como acessá-los novamente após o pagamento de um resgate.

A prática do chamado ransonware vem se popularizando no Brasil e poucas empresas têm ciência do risco que correm, além de não contarem com boas ferramentas de proteção. Segundo a Kaspersky, uma empresa russa de softwares de segurança, o Brasil é um dos países que mais apresenta registro de ataques, especialmente contra empresas.

Ransomware no Brasil

O Brasil se tornou um bom alvo para os criminosos devido à fragilidade e a vulnerabilidade dos sistemas corporativos. Por aqui é muito comum encontrar pequenas e médias empresas que possuem equipamentos mal configurados, além de utilizarem, na maioria das vezes, senhas padrão.

Segundo os especialistas no tema, um dos principais vetores de contágio são os trojans bancários que vêm carregados de Ransomware, além da prática de instalação de desktops remotos com baixos níveis de segurança. Outra questão que facilita a prática do ransomware é o alto índice de equipamentos e softwares piratas utilizados por empresas, que facilitam a distribuição dos malwares.

Ransomware no mundo

Com a popularização da criptomoeda denominada de Bitcoin, a prática do ransomware ganhou o elemento que faltava: uma forma de garantir o resgate sem que haja risco para o anonimato da transação. Em outras palavras, o uso do bitcoin favorece que o criminoso receba o seu resgate sem que para isso ele coloque em risco a sua identidade. Com a efetividade da ameaça e a possibilidade de lucro fácil, a prática do ransomware vem se transformando no típico crime que compensa, já que os riscos parecem estar sendo reduzidos. Hoje os países que apresentam os maiores índices de ransomware são Estados Unidos, Rússia e Ucrânia.

Diante dos altos índices apresentados no Brasil e do fortalecimento da prática do ransomware no mundo, investir em segurança da informação passou a ser um item obrigatório para as empresas brasileiras. Além de evitar o uso de softwares piratas, que também é um crime, investir em antivírus e ferramentas mais robustas de segurança faz com que as empresas evitem um grande problema e um grande prejuízo com criminosos que andam se blindando a partir das falhas culturais existentes em muitas empresas.

Para quem não quer perder o sono e lidar com a segurança da informação de uma maneira eficiente a dica é investimento e pesquisa, e, obviamente em profissionais de segurança.

#segurança #hackersProteçãodedadoscorporativos #ngfw #logistica #casb #ataqueDDoSrespostadeincidentes #forcepoint #utm #fortinet #ksecurity #mssp

1 view
  • Twitter Ksecurity
  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Facebook Icon

© 2019 by KSecurity - Todos os Direitos Reservados

FALE COM A K