A melhor abordagem para proteger informações críticas



Boa parte das empresas conta com um número crescente de dados. E, se muitas vezes, o próprio armazenamento não é um processo simples, o que dizer da segurança dessas informações, não é mesmo? Porém, essa não é uma missão impossível. Hoje, boa parte das empresas sabe reconhecer quais são suas informações críticas, o que falta para a grande maioria é o mapeamento das vulnerabilidades do sistema e, obviamente, um bom plano de ação.

Para saber como fazer com que o sistema se torne mais protegido e como desenvolver uma estratégia de blindagem eficiente, acompanhe o post que elaboramos para ajudar seu negócio!

Classifique a importância dos seus dados

Para promover uma boa abordagem de segurança das informações críticas, primeiro é necessário fazer uma triagem em todos os dados separando qual o nível de importância de cada informação, para então se desenvolver uma estratégia de segurança.

Quanto mais personalizado for o sistema, de acordo com a importância dos dados, maiores chances de sucesso terá a gestão da segurança da informação, tanto no que se refere à prevenção dos ataques, como na proteção durante e após eles.

Separe os níveis de proteção

Após separar os dados, o ideal é que se crie níveis de proteção de acordo com a importância de cada um. Para isso, a empresa deve contar com um registro de todos os seus ativos, antes mesmo de avaliar de que maneira serão armazenadas as informações críticas e como serão protegidas.

Conheça as fragilidades do seu sistema

Depois de separar as informações críticas de acordo com o nível de proteção, é necessário partir para a identificação das fragilidades do sistema, ou seja, quais são as portas que tornam seu sistema suscetível a ataques. Além de encontrar as portas propriamente, é necessário avaliar também eventos que podem fazer com que o sistema fique vulnerável.

Com esse mapeamento, já é possível ter uma avaliação crítica sobre a maneira como as informações críticas são armazenadas e de que forma devem ter seu nível de exposição diminuído devido à sua importância.

Avalie possíveis estratégias de proteção

Com o mapeamento do sistema, já é possível simular potenciais ataques e avaliar formas de proteção estratégicas. Nenhum sistema de segurança é capaz de contar com todas as ferramentas que podem ser usadas contra um ataque, por isso, o ideal é monitorar o sistema para usar as ferramentas certas nos momentos certos. Sabendo como e quando os dados estão expostos ao risco, é possível escolher quais as ferramentas que podem ser menos ou mais eficientes em casos de ataque.

Para proteger informações críticas, não existe uma receita única. É preciso realmente conhecer e mapear as fragilidades do sistema e a importância dos dados, para depois partir para um plano de ação.

#segurança #hackersProteçãodedadoscorporativos #ngfw #logistica #casb #ataqueDDoSrespostadeincidentes #forcepoint #utm #fortinet #ksecurity #mssp

2 visualizações
  • Twitter Ksecurity
  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Facebook Icon

© 2019 by KSecurity - Todos os Direitos Reservados

FALE COM A K