Por que as empresas precisam de uma estratégia de gestão de riscos corporativos



Para os especialistas em segurança da informação, é preciso que os departamentos de TI compreendam melhor as estratégias dos ciberataques para que possam responder adequadamente às ameaças avançadas. Como demonstram as estatísticas mais atuais, os velhos métodos parecem que se tornaram ineficazes para combater os ataques ou mesmo as tentativas de invasão. Nunca em outro momento da história o número de violações de dados e infecções por malwares foi tão alto, o que significa que é hora de rever os métodos e conceber novos caminhos.

Hoje boa parte das empresas e seus respectivos departamentos de TI contam apenas com uma postura reativa aos ataques e as ameaças, sem qualquer planejamento ou mesmo uma postura pró-ativa visando a proteção dos dados e a prevenção dos ciberataques. Por este motivo, incorporar alguns princípios da gestão de riscos pode fazer toda a diferença. Para saber mais, confira o post de hoje!

Gestão de riscos corporativos e defesa de dados

A gestão de riscos é uma metodologia importante que concentra esforços de segurança sobre a missão da organização, priorizando a defesa dos dados e das informações mais críticas. Ao analisar as ameaças e as consequências que elas podem gerar para os dados e o dia a dia da empresa, fica mais fácil entender o que priorizar e o que não priorizar em termos de respostas à incidentes, bem como, qual a melhor forma de aprimorar a postura da companhia, evitando mais ataques.

A união da metodologia da gestão de riscos para a defesa dos dados visa transformar a segurança da informação em uma estratégia interligada ao conteúdo e aos ativos digitais das empresas, conhecendo mais a fundo a qualidade dos seus dados, em vez de propor apenas ferramentas mais e mais potentes, sem qualquer razão pro trás disso.

A gestão de riscos corporativos e a linguagem do business

A gestão de riscos corporativos é o elemento essencial que transforma a segurança da informação em algo real dentro de uma empresa. Segurança da informação sem gestão de risco, muitas vezes se reflete como gastos excessivos e sem qualquer inteligência visando a proteção cega de dados.

Enquanto uma abordagem tradicional de segurança envia respostas à quaisquer ameaças, a gestão de riscos corporativos aliada a uma estratégia de segurança da informação sabe exatamente quando uma ameaça pode ser algo grave, uma vez que todos os dados são avaliados e contam com níveis adequados de proteção. Em uma gestão de risco bem elaborada, a segurança ocorre de dentro para fora, ou seja, de acordo com as reais necessidades de proteção da empresa. Diferentemente em uma abordagem tradicional, onde o que ocorre de forma metafórica é a construção de muros cada vez mais fortes, sem saber quão fortes já estão os invasores.

Gestão de riscos corporativos e custos

Como a aplicação da gestão de riscos corporativos à segurança da informação acaba por criar uma estratégia customizada, os custos também tendem a ser menores. Afinal, nenhuma empresa investiria R$15 mil para proteger dados que possuem exatamente esse valor, não é mesmo?

Uma boa gestão de riscos corporativos é fundamental até para que se possa entender o quanto e porque investir em segurança da informação.

O que você está protegendo? Quais são os dados que valem a pena ser protegidos? Quais serão as consequências para a sua empresa se essa informação for perdida ou se esse dado cair em mãos erradas? Quanto preciso investir para proteger esses dados que são mais importantes? Essas são perguntas que só serão respondidas dentro de uma abordagem de gestão de risco.

#segurança #hackersProteçãodedadoscorporativos #ngfw #logistica #casb #ataqueDDoSrespostadeincidentes #forcepoint #utm #fortinet #ksecurity #mssp

0 visualização
  • Twitter Ksecurity
  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Facebook Icon

© 2019 by KSecurity - Todos os Direitos Reservados

FALE COM A K