Conheça algumas razões por que você precisa de resposta a incidentes



Atualmente, a questão não é se a sua empresa será alvo de um ataque de hackers. A questão é quando ela será alvo E também como a sua equipe de segurança da informação irá colocar em ação o plano de resposta a incidentes, isto é, se já houver um plano estruturado. Líderes de negócios devem ter em mente que uma resposta rápida pode ser determinante para evitar grandes danos financeiros e também à reputação da marca.

Já os profissionais de segurança da informação sabem que é preciso reduzir o tempo entre a observação de tráfego suspeito na rede até a detecção da ameaça, prazo que pode ser de até 200 dias. Hoje muitos hackers comercializam seus malwares e a equipe de segurança deve ter a capacidade de identificar os tipos mais comuns com maior rapidez, assim como contar com fontes de inteligência que ajudem a identificar as ameaças.

A equipe de segurança também deve as habilidades necessárias para avaliar os alertas de segurança, identificando rapidamente todo tipo de ameaça externa e grau de risco, já que o excesso de alertas gerado nas redes pode prejudicar o tempo de resposta a incidentes.

E como melhorar essa capacidade de detecção e melhorar a resposta a incidentes? Organizando e priorizando as funções da equipe de segurança e contando com parceiros especializados que ajudem a selecionar ferramentas adequadas, melhores práticas e implantação de procedimentos.

Além disso, é preciso monitorar constantemente a rede, identificando irregularidades como aplicações desatualizadas e problemas de configuração. E, claro, contar com ferramentas inovadoras e robustas que facilitem a detecção, a prevenção e a resposta a incidentes no menor tempo possível.

Gerenciando incidentes de segurança

Ao lado das soluções de monitoramento, toda empresa deve contar com uma estratégia de gestão de incidentes de segurança da informação para mitigar riscos e perdas, avaliando as consequências de um ataque em toda a organização. Se um sistema de TI não crítico for afetado por um malware, a falta de um plano de continuidade de negócios pode levar a longos períodos de downtime, já que sistemas essenciais podem precisar ser desligados para recuperar o que foi afetado.

E esse gerenciamento de incidentes não pode ser apenas um acervo de documentos, sem métodos comprovados. Mas existem maneiras de fortalecer o gerenciamento de incidentes, como:

Exercícios de validação – para garantir que a estratégia de segurança da informação é realmente efetiva, é preciso realizar testes de validação com exercícios que envolvam um cenário projetado especialmente para a empresa incluindo, além da TI, outros departamentos como relações públicas, jurídico e RH.

Incidentes simulados – profissionais de segurança e hackers éticos identificam vulnerabilidades e simulam ataques que equipes de segurança devem detectar e rapidamente acionar a resposta a incidentes.

Fornecedores de serviços de resposta a incidentes – contar com recursos internos sempre atualizados e com as habilidades necessárias para lidar com a tecnologia utilizada pelos cibercriminosos não é uma tarefa simples e, por isso, é preciso contar com parceiros que ofereçam serviços de prevenção e de resposta a incidentes, como K-SSP (Managed Security Services), com ambiente de SOC (Security Operational Control), métricas, relatórios e gestão de projetos.

#mssp #ksecurity #fortinet #utm #forcepoint #ataqueDDoSrespostadeincidentes #casb #ngfw

11 visualizações
  • Twitter Ksecurity
  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Facebook Icon

© 2019 by KSecurity - Todos os Direitos Reservados

FALE COM A K