Firewall: o que é, tipos e importância para empresas

Compartilhar em:

No mundo conectado de hoje, a segurança é uma preocupação primordial para qualquer organização. À medida que as ameaças cibernéticas se tornam cada vez mais sofisticadas, a necessidade de uma solução robusta e eficaz de proteção é imperativa. O firewall surge como uma dessas soluções essenciais. Mas o que exatamente é um firewall e como ele pode beneficiar sua empresa? Continue lendo para descobrir!

O que é firewall e qual sua função?

O firewall é um sistema de segurança que atua como uma barreira entre uma rede interna e fontes externas, como a Internet, para evitar o acesso não autorizado. Ele monitora e filtra o tráfego de entrada e saída, bloqueando ou permitindo transações de dados com base em um conjunto de políticas de segurança. A principal função de um firewall é proteger recursos de TI de ameaças externas e internas, garantindo que apenas tráfego legítimo possa fluir.

Quais são os tipos de firewall?

A infraestrutura de segurança de uma organização frequentemente depende de firewalls para proteger sua rede. Com uma variedade de tipos de firewalls disponíveis no mercado, é essencial para os técnicos entenderem as nuances de cada um para fazer uma escolha informada. Aqui está um mergulho mais profundo nos principais tipos de firewalls:

Packet filtering

Esse é um dos tipos mais antigos e fundamentais de firewall. Ele trabalha no nível da camada de rede verificando pacotes de dados individuais contra um conjunto estabelecido de regras. Se, por exemplo, um pacote de uma fonte externa tentar acessar um porto bloqueado em sua rede, o firewall de filtragem de pacotes o bloqueará imediatamente. Embora eficaz, ele tem suas limitações, já que não pode reconhecer pacotes associados a uma conexão estabelecida.

Proxy ou firewall de proxy

Operando na camada de aplicação, um firewall de proxy age como uma porta intermediária entre os usuários finais e os serviços que desejam acessar. Ele intercepta todas as solicitações, impede a conexão direta entre os dois lados e, depois, inicia a solicitação em nome do usuário. Essa natureza intermediária oculta a verdadeira rede local, o que torna mais difícil para um invasor determinar a estrutura da rede interna.

Stateful inspection

Muito mais avançado do que os firewalls de filtragem de pacotes, os firewalls de inspeção de estado rastreiam as atividades de conexão ativa, como IP de origem e destino, números de porta e informações de sequência de pacotes. Com esses dados, eles podem determinar o estado da conexão e decidir se um pacote faz parte de uma conexão estabelecida ou se é uma tentativa não solicitada.

Gateway de nível de circuito (Circuit-level gateway)

Focado na validação das sessões, esse firewall opera na camada de sessão do modelo OSI. Sem se preocupar muito com as características do tráfego individual, ele garante que a conexão estabelecida entre o usuário local e a fonte externa é legítima e segura, baseando-se nas configurações de segurança.

Next-Generation Firewall (NGFW)

O NGFW não é apenas uma evolução dos firewalls tradicionais, mas uma solução completa que integra as funcionalidades dos firewalls anteriores e acrescenta recursos avançados. Além das capacidades padrão de inspeção e filtragem, o NGFW incorpora inspeção profunda de pacotes, reconhecimento de aplicativo, prevenção contra intrusões e capacidades de detecção e prevenção de malwares. Muitos NGFWs também vêm com integração com a cloud, API de terceiros e até recursos de inteligência contra ameaças.

Como escolher firewall para sua empresa?

A escolha de um firewall não deve ser uma decisão tomada ao acaso ou baseada apenas no custo. Para maximizar a proteção da sua empresa e obter o melhor retorno sobre o investimento, é fundamental seguir uma abordagem ponderada. Aqui estão algumas etapas e considerações para ajudá-lo nesse processo:

1. Avalie suas necessidades: o primeiro passo para escolher o tipo de firewall ideal para o seu negócio é identificar as necessidades específicas da sua empresa. Para isso, pergunte-se:

  • Quantos usuários e dispositivos precisam ser protegidos?
  • Você opera com uma rede distribuída ou centralizada?
  • Existem requisitos regulatórios que sua empresa precisa seguir?

2. Entenda seu ambiente de TI:

  • Infraestrutura atual: integre o firewall ao seu atual ecossistema de TI sem causar conflitos ou lacunas de segurança;
  • Tipo de tráfego: algumas empresas lidam com enormes volumes de dados, enquanto outras podem necessitar de inspeção profunda de pacotes em menor escala;
  • Localização geográfica: se você tem várias filiais ou operações em locais geográficos diferentes, pode precisar de uma solução mais distribuída ou escalonada.

3. Determine seu orçamento: defina um orçamento baseado em uma combinação do que você pode gastar e do que realmente precisa. Lembre-se de que o mais caro nem sempre é o melhor, mas optar pelo mais barato pode acabar sendo mais caro no longo prazo se não atender às suas demandas.

4. Recursos e funcionalidades: com base nas suas necessidades, identifique os recursos essenciais. Por exemplo:

  • Inspeção profunda de pacotes;
  • Filtragem de conteúdo;
  • Prevenção contra intrusões;
  • Integração com outras soluções de segurança.

5. Facilidade de gestão: uma solução que é complexa de gerir pode acabar se tornando um fardo. Portanto, procure firewalls que ofereçam uma interface intuitiva, recursos de automação e relatórios claros.

7. Suporte e atualizações: o mundo da cibersegurança está em constante evolução, por isso escolha fornecedores que ofereçam suporte robusto e atualizações regulares para garantir que seu firewall esteja sempre um passo à frente das ameaças emergentes.

8. Opiniões e feedback: consulte avaliações on-line, estudos de caso e peça recomendações. Ouvir sobre experiências reais de outros profissionais de TI pode gerar insights valiosos.

9. Escala e flexibilidade: à medida que sua empresa cresce, seu firewall deve ser capaz de se adaptar. Pense no futuro e escolha uma solução que possa escalar de acordo com a sua empresa.

10. Teste antes de comprar: sempre que possível, opte por testar a solução em um ambiente controlado, analisando se ela atende a todas as suas expectativas e requisitos.

Ao considerar todos esses pontos, você estará em uma posição forte para escolher o firewall mais adequado para sua empresa, garantindo uma proteção robusta e um investimento bem aplicado.

A excelência da Ksecurity e a parceria com a Fortinet

Quando se trata de soluções de segurança de TI, a Ksecurity destaca-se pelo compromisso com a excelência. Com anos de experiência no mercado, a Ksecurity proporciona soluções adaptadas às especificidades de cada cliente. 

Além disso, nossa parceria com a Fortinet, líder global em soluções de segurança de rede, nos permite oferecer o Next-Generation Firewall (NGFW), uma solução de firewall de última geração reconhecida mundialmente pela sua eficácia.

Pronto para levar a segurança da sua empresa para o próximo nível? Conte com a Ksecurity e a Fortinet para proteger seus ativos de TI. Entre em contato conosco hoje mesmo!

VOLTAR

Na era digital, onde a eficiência e a segurança das redes de TI são cruciais para o sucesso dos negócios, compreender o que é monitoramento de rede torna-se essencial.
Este artigo explora o conceito de phishing, os riscos associados, como realizar testes de phishing na sua empresa e como a Ksecurity pode auxiliar neste processo crucial.
Proteja o seu Negócio: O Papel Vital dos Firewalls na Era Digital! Descubra como essa poderosa solução de segurança pode manter sua empresa a salvo das ameaças cibernéticas em constante evolução.
Rolar para cima